terça-feira, 21 de maio de 2019

6º Domingo da Páscoa


Apucarana, 26 de maio de 2019.

Tema:  “Deixo a vocês a paz, dou a vocês a minha paz...”



1.AMBIENTAÇÃO: Olá crianças, que maravilha vocês aqui na Salinha Catedral! Sejam bem vindos!
Vamos iniciar cantando o Sinal da Cruz ( depois podem cantar outros cantos de animação).

2 PREPARAÇÃO PARA O EVANGELHO

1.Dinâmica : Divida uma cartolina ao meio e de um lado coloque PEDIDOS DA SALINHA e faça com as crianças uma lista do que elas mais precisam daquilo que elas têm mais necessidade e do outro lado coloque RESPOSTA DE ORAÇÃO, depois coloque em um lugar visível para que todos possam ver e comecem a orar por cada pedido, descansando em Deus cada um deles, conforme Deus for respondendo o líder vai colocando a resposta na folha, para que as crianças vejam como Jesus cuida de nós através do Espírito Santo que nos enche de paz.

 2.O que é paz?   “O Fruto do Espírito”
Hoje Jesus ensina sobre a “PAZ”, não é a paz que o mundo oferece, essa de ausência de guerra, e sim a tranquilidade de espírito que vem de Deus, através do Espírito Santo.
Vamos conversar sobre a paz:

Quando você percebe que uma pessoa tem paz?? ( aguardar as respostas). Como é bom perceber a tranquilidade, a serenidade no comportamento das pessoas.
Como é bom quando o papai, a mamãe ou a professora estão tranquilos e falam conosco de uma forma  calma e que nos enchem de paz, não é mesmo??
Este sentimento bom vem de Deus e se chama PAZ!

3. EVANGELHO – João 14, 23-29
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Quem me tem amor vive segundo aquilo que eu digo. E o meu Pai também o há de amar e iremos ambos viver nele. O que não me tem amor, não vive segundo aquilo que eu digo. E aquilo que eu digo não é doutrina minha, mas do Pai que me enviou. Digo estas coisas enquanto estou ainda no meio de vós. O Espírito Santo que o Pai vos enviará a meu pedido, há de ensinar-vos tudo e fará com que vocês se recordem de tudo o que eu vos ensinei. É a minha paz que vos deixo. É a minha paz que vos dou. Mas não a dou como a dá o mundo. Não se preocupem nem tenham medo. Ouviram aquilo que eu disse: "Deixo-vos, mas volto outra vez para junto de vós." Se me tivessem amor, até se alegravam com a minha ida para o Pai, porque o Pai é mais do que eu. Disse-vos tudo isto, agora, antes que as coisas aconteçam, para que, quando acontecerem, acreditem em mim." Palavra da Salvação – Glória a vós, Senhor.

4. HISTÓRIA DA SEMANA - "Livro da paz - Todd Parr"





















                                     
                                 Paz é dizer "desculpe"quando você magoa alguém.












5.MENSAGEM DA SEMANA – A criança triste
Havia uma criança na catequese  que estava muito triste e chorando, porque o pai tinha perdido o emprego, e por isso ela estava com medo que faltasse comida em casa ou que o seu pai não pudesse pagar as contas. Ela estava muito preocupada, não tinha paz em seu coração, então ela ouviu a história de Jesus falando aos seus discípulos que logo Ele iria morrer e ressuscitar pelos nossos pecados e que iria morar com o seu Pai, que é Deus e que seus discípulos ficariam muito tristes e muito assustados, pois não havia paz em seus corações, porque iam ficar sozinhos. Mas Jesus falou pra eles não ficarem tristes, porque Ele ia pedir ao Pai que enviasse o Espírito Santo, para ser amigo, e ensinar tudo para eles, pois o Espírito Santo estaria com eles para sempre. Ele os ajudaria em tudo o que precisassem. Disse  também que o mundo não ia receber o Espírito Santo porque eles não O conheciam.

Jesus disse assim: “Fiquem tranquilos eu vou deixar a minha paz para todos os meus discípulos, para que não tenham medo e nem fiquem aflitos por nada deste mundo, minha paz é diferente, não é como a paz do mundo, porque o mundo não me conhece e só tem paz quando tudo está bem, mas os meus discípulos  terão paz mesmo nas dificuldades, porque eu serei com eles através do Espírito Santo.”
 A paz faz parte do fruto do Espírito Santo em nossas vidas. Aquela criança ouviu aquela maravilhosa  história da Bíblia, e ela parou de chorar e se encheu da paz do Espírito Santo,  confiando que Jesus estava cuidando de tudo que ela necessitasse. 

CONCLUSÃO:  Nós devemos entregar o nosso coração e todas as nossas dificuldades nas mãos de Jesus, ele nos deixou o seu Espírito Santo para nos ajudar em tudo e também para nos dar a paz que precisamos para passarmos o dia mau, não importa o tamanho da nossa dificuldade, maior é Jesus que está em nós, por isso podemos ser cheios da paz de Cristo.




6. ATIVIDADES
1. Pintura e montagem da pomba da paz
2. Salinha de recreação para as crianças menores de  2 anos
3. Recreação

PESQUISA: Prof.ª Luzia de Fátima Gonçalves da Silva – Escola Nossa Senhora da Alegria.




sábado, 11 de maio de 2019

4º DOMINGO DA PÁSCOA



4º DOMINGO DA PÁSCOA
12 de maio de 2019

“Eu conheço as minhas ovelhas e elas me seguem.”




EVANGELHO - Jo 10,27-30

Naquele tempo, disse Jesus: “As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. Eu dou- -lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão. Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. Eu e o Pai somos um”. 









 ATIVIDADE

Cada criança confeccionará a sua ovelhinha:
  •     Recortar;
  •     Pintar e colar algodão;
  •    Colar no palito de picolé;




sexta-feira, 26 de abril de 2019

2º Domingo da Páscoa


Apucarana, 26 de abril de 2019.
TEMA: “Reunidos pela fé.”




1.Ambientação: Sejam bem-vindos a Salinha Catedral! Iniciemos com o Sinal da Cruz, cantado. ( Cantar também outros cantos de animação).
Preparação para o Evangelho: Dinâmica do “Sim”, “Não”.

 (Levar coisas engraçadas para a brincadeira : jiló , bombril , caixa de leite , um balde… )

Ainda estamos vivendo os dias mais bonitos de nossa igreja, celebrando a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, ou seja, mais um domingo da Páscoa de Jesus, que traz a cada um de nós, a esperança da vitória da vida sobre a morte.
Mas será que todos  acreditam mesmo nessa páscoa de Jesus?
Vou fazer um joguinho legal aqui com vocês. Eu preciso de uma criança para realizar a brincadeira. Quem se habilita?
A brincadeira é o seguinte: Você terá que escolher entre falar sim e acreditar em minhas palavras, ou dizer não no que eu falo para efetuar as mudanças, está bem?
Eu vou vendar seus olhos para que não possa ver… só pode acreditar no que eu falar ,ok?
Então vamos lá.
Fulano você quer trocar este bonito presente da minha mão esquerda pelo presente majestoso da mão direita? Sim ou não?
Você acredita que eu tenho em minhas mãos a fórmula do sucesso e quer trocar essa fórmula por esse presente incrível da outra mão? Sim ou não?
Você acredita que está escolhendo o melhor? Sim ou não?
Fulano, você gostaria de trocar o que tenho na mão direita por este presente que matará sua fome? Acredita em mim sem ver? Sim ou não?
Quer trocar este maravilhoso presente de minha mão direita pela esquerda? Sim ou não? Acredita que eu tenho uma coisa boa para você ou não?
Agora veja só qual foi sua escolha. É sua e faça bom proveito dela. Pode levá-la com você.
Será q ele fez a melhor escolha? Sim ou não?
É, crianças, Tomé, um dos discípulos de Jesus, que o seguiu por toda sua jornada, também não soube dizer sim e acreditar que Jesus havia ressuscitado, preferiu escolher uma forma mais simples de negá-lo dizendo não, não acredito. Só acredito se ver, ser colocar minhas mãos em suas mãos e se tocar seu lado com os meus dedos. E Jesus teve que provar a ele que era tudo verdade mostrando-lhe os sinais que ele queria ver.
Vocês já imaginaram se tivéssemos que passar por esta prova de fogo, do sim do não, do acreditar ou não, será que estaríamos celebrando aqui, hoje, a páscoa de Jesus?
Graças ao nosso acreditar, ao nosso sim a Jesus, hoje, celebramos mais uma vez a páscoa, a alegria de ter Jesus no nosso meio.
Conclusão: “Jesus nos transmite a sua paz e nos ensina a ser sinais de alegria e do seu amor.”

2.EVANGELHO EM VÍDEO PARA CRIANÇAS
https://www.youtube.com/watch?v=SAgadb0oyRk



3.ATIVIDADES:
1. Pintura de desenho
2. Salinha de Recreação
3. Brincadeira – “Tomé, onde está a tua fé”?
Todo mundo já deve ter brincado de Detetive; nesta brincadeira temos como personagem o assassino, o detetive e as vítimas.
Na brincadeira Tomé onde está a tua fé? teremos novos personagens: Jesus, Tomé e os apóstolos.
Escreva sobre um papel "Jesus", sobre outro "Tomé" e tantos "Apóstolos" quantos necessários para completar o número de crianças. Dobre os papeis e sorteie.
As crianças se colocam num círculo e Jesus deve discretamente piscar com um olho para qualquer das crianças, enquanto Tomé tenta descobrir qual criança é Jesus.
Jesus é sinal de vida nova, quando ele piscar, se a criança for um apóstolo deverá dizer:
- Jesus está presente e vivo no meio de nós!
Tomé não acredita que Jesus esteve presente no meio dos apóstolos porque não o vê, procura descobrir onde está Jesus.
Quando Tomé descobrir, ou pensar que descobriu, este indicará a pessoa dizendo:
- Mestre, é você mesmo?
Caso a criança que Tomé indicou seja um dos apóstolos, estão, quem estiver representando Jesus, manifesta-se dizendo:
- Tomé, onde está a sua fé???

PESQUISA: Prof.ª Luzia de F. G. da Silva – Escola Nossa Senhora da Alegria de Apucarana






sexta-feira, 12 de abril de 2019

DOMINGO DE RAMOS DA PAIXÃO DO SENHOR


DOMINGO DE RAMOS DA PAIXÃO DO SENHOR
14 de abril de 2019


“Bendito o que vem em nome do Senhor!”


Evangelho: Lc 19, 28-40


Naquele tempo, Jesus caminhava à frente dos discípulos, subindo para Jerusalém. Quando se aproximou de Betfagé e Betânia, perto do monte chamado das Oliveiras, enviou dois de seus discípulos, dizendo: “Ide ao povoado ali na frente. Logo na entrada encontrareis um jumentinho amarrado, que nunca foi montado. Desamarrai-o e trazei-o aqui. Se alguém, por acaso, vos perguntar: ‘Por que desamarrais o jumentinho?’, respondereis assim: ‘O Senhor precisa dele’”. Os enviados partiram e encontraram tudo exatamente como Jesus lhes havia dito. Quando desamarravam o jumentinho, os donos perguntaram: “Por que estais desamarrando o jumentinho?” Eles responderam: “O Senhor precisa dele”. E levaram o jumentinho a Jesus.
Então puseram seus mantos sobre o animal e ajudaram Jesus a montar. E enquanto Jesus passava, o povo ia estendendo suas roupas no caminho. Quando chegou perto da descida do monte das Oliveiras, a multidão dos discípulos, aos gritos e cheia de alegria começou a louvar a Deus por todos os milagres que tinha visto. Todos gritavam: “Bendito o Rei, que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória nas alturas!” Do meio da multidão alguns dos fariseus disseram a Jesus: “Mestre, repreende teus discípulos!” Jesus, porém, respondeu: “Eu vos declaro: Se eles se calarem as pedras gritarão”.

  • Após contar e explicar o Evangelho para crianças, fazer uma atividade em que eles tenham que ilustrar o que entenderam.
  • Distribuir massinhas de modelar (utilizamos a caseira) para que as crianças modelem contextualizando com o Evangelho. As crianças tem liberdade para criar desde um cenário até personagens avulsos, como por exemplo, Jesus, o jumentinho, os ramos...





sexta-feira, 29 de março de 2019

4º DOMINGO DA QUARESMA


Resultado de imagem para FANO O FILHO PRODIGOO Filho Pródigo

 É uma história que todos conhecem, mas que apesar de conhecer é preciso revivê-la a cada dia em nossas vidas. Porque ela vai nos falar de uma história de amor e perdão

 Provai e vede que o Senhor é bom e suave.:

SUGESTÃO 01: encenar o evangelho. Prepare um teatro simples com o pai e os dois filhos.
Faça a narração da história.
Personagens: Pai, Mãe, Filho mais novo, Irmão mais velho, empregadas, 2 moças e pessoas para participar da dança
Cenário: uma mesa, onde uma família, pai, mãe e dois filhos, aparentando serem ricos fazem sua refeição.

·                     FILHO: (levanta-se, caminha, de um lado para o outro e diz): - Pai eu decidi mudar o rumo da minha vida, sabe me cansei de estar sempre ao seu lado trabalhando, seguindo os seus caminhos, chega, o mundo é grande demais para eu ficar aqui!

·                     PAI: Meu filho olha bem o que você esta dizendo, você quer deixar o seu lar e sair para o mundo.

·                     MÃE: O mundo é mau meu filho!

·                     FILHO: Eu só quero a minha liberdade! Poder conhecer tudo o que o mundo possa me oferecer, ser feliz!

·                     PAI: Olha meu filho, apesar de te amar muito, não posso impedir sua ida.

·                     IRMÃO: Ora pai, se ele quer, deixe-o ir. Não sei como pode pensar em deixar a paz o conforto e a segurança em nosso lar por uma aventura!

·                     FILHO: Pai eu quero tudo o que é meu, a minha parte na herança.

·                     MÃE: É muito perigoso você sair por aí com toda a sua fortuna

·                     FILHO: Eu sei, mas é meu direito desfrutar de tudo que tenho.(o pai se levanta e da ordem para as empregadas trazerem suas coisas).

·                     PAI: Toma tudo isso é teu, vá meu filho.(filho sai rindo, muito feliz).(o restante da família se abraça muito triste, ficam olhando ele partir, saem de cena em seguida).(entram 2 moças, chega o filho)

·                     FILHO: (pede uma bebida, dá dinheiro para as moças, comporta-se como que embriagado).(as moças, aproveitando da situação, tomam tudo o que ele tem dinheiro, paletó, camisa, ele cai, elas o chutam e saem)(Quando acorda percebe que não tem mais dinheiro e começa a pedir esmola)

·                     Monólogo do Filho: Eu tenho fome, frio, não tenho para onde ir, estou pedindo esmola (chora) na casa de meu pai, nunca tive fome e nunca senti frio, voltarei para a casa de meu pai e pedirei para que ele me aceite como seu empregado e assim não perecerei mais (levanta-se e vai saindo pelo corredor)(entram em cena o pai a mãe e as empregadas) (o filho entra até a metade do corredor, quando levanta o rosto e vê o pai, corre ao seu encontro)

·                     FILHO: Pai, pequei contra o céu e contra ti, pai já não sou digno de ser chamado seu filho, deixa-me ser como um de seus empregados

·                     PAI: meu filho, meu filho, você estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado, alegrem-se todos, tragam roupas, um anel, vesti-o, porque hoje é festa! Matem um bezerro cevado, eu quero música, danças (entra pessoas dançando, música de preferência judaica).

·                     IRMÃO: (pergunta à mãe) O que esta acontecendo?

·                     MÃE: (vestida como uma das pessoas da coreografia:) - Teu irmão voltou e seu pai o recebeu são e salvo e esta muito feliz(Irmão nervoso, anda inquieto, murmurando, entra o pai e dirige-se a ele) (cuide para que o som seja abaixado)

·                     PAI: Venha filho, entre e vamos festejar seu irmão voltou!

·                     IRMÃO: Não pai, eu nunca te abandonei, jamais desobedeci a uma ordem sua, e ainda assim o senhor nunca me deste um cabrito para que festejasse com meus amigos, e para ele que perdeu toda sua fortuna com bebidas, drogas e mulheres o senhor faz uma festa?

·                     PAI: Filho você sempre está comigo e tudo o que tenho é teu também, mas teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado e isto meu filho é um bom motivo para nos alegrarmos não acha? Venha vamos(Aumenta o som e recomeça a dança, escolher uma coreografia, todos participam da dança).

 

SUGESTÃO 02: contar uma história que tenha o mesmo sentido de misericórdia do pai.

 


sexta-feira, 22 de março de 2019

3º Domingo da Quaresma


Apucarana, 24 de março de 2019.
1.AMBIENTAÇÃO- Olá crianças, que bom que você vieram na Salinha Catedral. Sejam bem-vindos! Vamos iniciar o nosso encontro com o Sinal da Cruz, cantado, pedindo que Deus Pai nos abençoe! ( cantar outros cantos também).

2. PREPARAÇÃO PARA O EVANGELHO
No evangelho de hoje, Jesus nos ensina que devemos dar frutos! Vocês já viram árvores que vão frutos? ( ouvir).  Sabe o que  significa, uma pessoa “dar frutos”? ( ouvir)
Dar frutos é fazer coisas boas. Só dá bons frutos quem vive na graça de Deus. Vamos listar uma série de boas-ações que são frutos da vivência do amor em Deus?
- ser gentil    - ser compreensivo    - ajudar quem precisa     - ser obediente  - saber perdoar
Outro ensinamento de Jesus, hoje, é que quando não estamos dando frutos, precisamos de ajuda, assim como o agricultor coloca adubo na plantinha para ela dar seus frutinhos, nós precisamos da graça de Deus, das bênçãos de Deus e da sua misericórdia para sermos bons. Deus nunca desiste de nós! Ele é capaz de “adubar” nosso coração e aguardar os frutos!

3.EVANGELHO ILUSTRADO-Anúncio do Evangelho (Lc 13,1-9)
Jesus contou esta parábola: “Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha.

Foi até ela procurar figos e não encontrou. 7Então disse ao vinhateiro: ‘Já faz três anos que venho procurando figos nesta figueira e nada encontro. Corta-a! Por que está ela inutilizando a terra?’





8Ele, porém, respondeu: ‘Senhor, deixa a figueira ainda este ano. Vou cavar em volta dela e colocar adubo. 9Pode ser que venha a dar fruto. Se não der, então tu a cortarás’”.


E assim aconteceu. A árvore se fortaleceu, e floresceu aguardando os frutos.

— Palavra da Salvação.
CONCLUSÃO:

1) Quem é o dono da vinha?

O dono da vinha é Deus, nosso Pai de amor.

2) Quem é a vinha?
A vinha é a terra onde temos a oportunidade de conduzir as nossas vidas, como um momento que nos é oferecido por Deus.

3) O que é a figueira?
A figueira somos nós, como nossos dons/talentos que recebemos (alegria, paciência, inteligência, saúde, etc.) e nossos defeitos (orgulho, egoísmo, teimosia, etc.). Cabe as nós escolhermos ser a figueira produtiva ou a figueira estéril. Estamos aqui na Terra e depende de nós escolhermos ser estéreis ou darmos bons frutos.

4) O que é o fruto?
O fruto são as nossas ações do dia a dia, seja dos nossos compromissos na escola, com a família, ou até mesmo aquelas calcadas na fé em Deus, na necessidade de praticar a caridade e a humildade, seguindo os ensinamentos de Jesus. O modo como somos, como falamos, como agimos, como pensamos determinará o tipo de fruto que daremos.

5) Quem é o vinhateiro?
O vinhateiro é Jesus, que veio a Terra para nos trazer ensinamentos de amor e caridade, nos servindo como exemplo de fé, bondade e humildade em todas os momentos da nossa vida.

6) O que significa escavar e estercar a figueira?
Escavar e estercar a figueira significa a proteção que recebemos de Deus todos os dias como forma de melhorarmos para exterminar o egoísmo, a inveja e outros sentimentos inferiores que não contribuem para que produzirmos boas ações.

7) O que representa o corte da figueira estéril?
Cortar a figueira estéril seria tirar a chance de crescimento e de melhoria que podemos ter nessa vida. Cada um de nós tem direito de melhorarmos, de crescermos e modificarmos os hábitos.

ATIVIDADES:
a)Salinha de recreação
b) Atividades de pintura
c) Brincadeiras
PESQUISA: Luzia de Fátima Gonçalves da Silva – Escola Nossa Senhora da Alegria - Apucarana - Paraná

sábado, 9 de março de 2019

1º DOMINGO DA QUARESMA


1º DOMINGO DA QUARESMA 
10 de março de 2019

 “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.”

Resultado de imagem para EVANGELHO - Lc 4,1-13
Fonte: https://www.amiguinhosdedeus.com/2013/02/evangelhododia-lucas-41-13.html


EVANGELHO - Lc 4,1-13


Naquele tempo, Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão, e, no deserto, ele era guiado pelo Espírito. Ali foi tentado pelo diabo durante quarenta dias. Não comeu nada naqueles dias e depois disso, sentiu fome. O diabo disse, então, a Jesus: “Se és Filho de Deus, mande que esta pedra se mude em pão”. Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Não só de pão vive o homem’ ”.
O diabo levou Jesus para o alto, mostrou-lhe por um instante todos os reinos do mundo e lhe disse: “Eu te darei todo este poder e toda sua glória, porque tudo isso foi entregue a mim e posso dá-lo a quem eu quiser. Portanto, se te prostrares diante de mim em adoração, tudo isso será teu”. Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás’ “. Depois o diabo levou Jesus a Jerusalém, colocou-o sobre a parte mais alta do Templo, e lhe disse: “Se és Filho de Deus, atira-te daqui abaixo! Porque a Escritura diz: ’Deus ordenará aos seus anjos a teu respeito, que te guardem com cuidado!’ E mais ainda: ‘Eles te levarão nas mãos, para que não tropeces em alguma pedra’ “. Jesus, porém, respondeu:   “A Escritura diz: ‘Não tentarás o Senhor teu Deus’ “. Terminada toda a tentação, o diabo afastou-se de Jesus, para retornar no tempo oportuno.

1.Oração inicial

2. Dinâmica (Antes de contar o Evangelho);

Você deve dividir as crianças em duplas e colar palavras relacionadas ao Evangelho nas costas de cada uma delas para que estes descubram mutuamente o que têm nas costas do outro. Cada um procurará ver primeiro o que tem nas costas seu companheiro, procurando evitar que o outro veja a sua. 
Sugestões de palavras para a brincadeira:    Jesus, tentação, pão, deserto, anjos, pedra, Deus.   

As palavras que vocês descobriram na brincadeira, fazem parte do Evangelho de hoje…
Certo dia Deus chamou Jesus  para um lugar deserto. Ali não havia ninguém, nem água e nem comida. Lá sozinho, Jesus teria que passar por um grande desafio ...


3. Brincadeira pedagógica (após a reflexão do Evangelho com as crianças)

Caminhada sobre os quarenta dias: Prepare quarenta folhas de sulfite (podem ser folhas rascunhos, pois, você usará apenas um lado da folha).  Em cada folha coloque o número (de 01 a 40). Cada folha representará um dia da quaresma. Faça um caminho com as folhas em ordem crescente e cole com fita crepe no chão. Calcule o espaço entre as folhas relativo a um passo da criança. No final da trilha coloque Páscoa. Coloque as crianças em fila e oportunize cada uma a passarem pelos dias da quaresma (pisar na folha sulfite). Peçam para que eles durante o trajeto pensem em tudo que conversamos a respeito do Evangelho.

4. Pintura sobre o Evangelho


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

7º DOMINGO DO TEMPO COMUM


Apucarana, 24 de fevereiro de 2019.
 “Confiei, Senhor, na vossa misericórdia; meu coração exulta porque me salvais.”




1.AMBIENTAÇÃO – Olá crianças maravilhosas de Jesus!!! Sejam bem-vindas! Vamos iniciar com o Sinal da Cruz cantado. ( pode contar outros cantos de animação).


2.PREPARAÇÃO PARA O EVANGELHO- Observem as gravuras sobre o que Jesus nos ensina sobre fazer o bem!
















\
CONCLUSÃO:   Oração

Querido Jesus! Nos ensina com teu amor amar a todos, como o Senhor mesmo os ama, tirando toda mágoa, raiva daqueles que nos fizeram mal, que possamos perdoar e ser perdoados e assim experimentar a tua misericórdia nas nossas atitudes. Amém!   

3.EVANGELHO - Lc 6,27-38
Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam;
Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam.
Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses;
E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir.
E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também.
E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam.
E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo.
E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto.
Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus.
Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.
Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão.
Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes. Palavra da Salvação. 



4.HISTORINHA DA SEMANA- A árvore Mágica - Fazer o bem é recompensador!
1. Aquele era um lindo dia de Sol.
Quando estava indo à escola, como fazia todos os dias, um Menino viu passar por ele um Mendigo.
E embora nunca desse atenção a esse tipo de ocorrência, aquela, estranhamente, chamou sua atenção. Ele percebeu que o Mendigo estava muito abatido e pálido, e também com as pernas bambas.




2. Naquela hora, dentro dele, sentiu alguma coisa, uma espécie de estalo.
O estado daquele mendigo não parecia nada bom. Estava muito debilitado; parecia fraco.
Não lembrava de ter sentido aquilo outras vezes, já que nunca dava a menor atenção aos Pedintes da Rua.
Sentiu um seco na garganta.




3. E, naquele momento, o Menino pensou:
“Se ele mal consegue caminhar de tão fraco, só pode estar com fome. Já sei, vou dar o sanduíche do meu lanche para ele...”
Foi o que ele fez.
O Mendigo, claro, ficou muito contente e aceitou na hora aquele Presente Inesperado.




4. Não esperou duas vezes e resolveu comer o sanduíche ali mesmo. E enquanto comia, disse ao menino:
“Você é um Menino muito bom. Acho que vou lhe dar de presente uma coisa bem Especial que tenho aqui guardada...”
Dizendo isso, ele se abaixou e pegou algo que estava dentro do seu saco.




5. E de lá retirou um saquinho que deu ao Menino.
E depois de ter comido o sanduíche, já mais firme das pernas, Ele estava mais animado. E tão logo entregou o saquinho, parecia contente com o gesto, e disse ao menino:

“Aí dentro tem uma semente mágica que Você vai levar para casa e depois irá plantar...”


6. E o Mendigo lhe falou outra vez:
“Agora tem uma coisa! Esta semente só deve ser regada em Noites de Lua Cheia.Se fizer isso direitinho, logo você terá uma surpresa muito ESPECIAL...”
Após dizer isto, o Mendigo seguiu seu caminho e o menino continuou caminhando até a Escola.




7. Depois de ter voltado da escola, Já em casa, e após ter concluído as Tarefas da Escola, o menino correu para quintal, e sem perder mais tempo, resolveu plantar a semente.
E Como aquela noite já era de lua cheia, ele aproveitou e resolveu regar logo.
Depois disso, ele foi dormir.



8. Já Deitado, ele pensava como seria a plantinha que ali iria nascer.
Pensando nela, adormeceu profundamente.
E embora nunca fosse capaz de lembrar dos seus sonhos enquanto dormia, naquele dia Sonhou com ela a noite toda, e o mais importante, de manhã lembrava de tudo.



9. Pela manhã, antes mesmo de escovar os dentes, ele foi ao quintal para ver como estava sua pequena plantação.
Ao chegar lá, teve uma grande surpresa.
Por incrível que pareça, a plantinha já tinha algumas folhas.



10. Naquele dia, ele foi para a escola, mas não conseguia parar de pensar em sua plantinha.
“Se em apenas uma noite ela já cresceu tudo aquilo, De que tamanho vai estar amanhã?”
Naquela noite, ele sonhou com um Carrinho Vermelho que queria comprar há muito tempo, mas não tinha dinheiro.




11. De manhã, tão logo pulou da cama, foi ao quintal para ver como estava sua planta. Quando a viu, exclamou com surpresa:
“Só pode ser uma árvore mágica...”
Percebeu que, na árvore, carrinhos iguais ao que ele sonhara, haviam crescido; e eram de verdade. E embora incapaz de compreender o que estava acontecendo ali, de uma coisa ele tinha certeza, sabia muito bem o que estava vendo...






12. Naquele dia, na sala de aula, sua ansiedade era visível, não conseguia ficar quieto, e enquanto a professora falava, na sua cabeça só tinha espaço para a Árvore Mágica.
Quando foi dormir nesse dia, sonhou que estava jogando bola.
Sonhou que tinha uma bola de futebol novinha, de couro, daquelas usadas pelos jogadores de verdade.









13. De manhã, correu para o quintal. E, ao ver sua árvore, ele compreendeu tudo. Lá nos galhos da árvore estavam bolas iguais a aquelas que ele sonhara à noite. Então exclamou eufórico:
“Me parece que, sempre que penso em algum brinquedo, ele nasce na Árvore Mágica!”
Foi quando lembrou das palavras do Mendigo...








14. E como todos os dias sempre sonhava com algum brinquedo ou objeto, logo ele tinha acumulado muitos. Então teve uma ideia, e disse:
“Já sei. Vou distribuir esses brinquedos com as crianças órfãs lá do abrigo. E esta semana vou tentar sonhar com roupas e outras coisas, que poderão servir para as pessoas de rua...”








15. E em outro dua, depois de juntar mais brinquedos e roupas, colocou tudo num carrinho, e levou para dar de presente a um grupo de crianças pobres que viviam numa favela perto da sua casa.

“Da próxima vez, quando tiver juntado mais coisas, vou pedir ajuda aos meus amigos, e levarei tudo para outros lugares...”





16. E por onde ele e seus amigos passavam, todos festejavam.
E Todos ficaram satisfeitos. E ele viu como se sentia bem e útil ajudando outras pessoas. Era um sentimento de contentamento, que não sabia explicar.


Moral da História: “Na verdade não existe recompensa para quem ajuda. Poder ajudar, já é um mérito, que não tem preço...”
O que a palavra nos ensina?
E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos.
Gálatas 6:9

ATIVIDADES:
Salinha de Recreação para as crianças menores de 2 anos
Pintura sobre o tema
Brincadeiras

PESQUISA – Prof.ª Luzia de Fátima Gonçalves da Silva – Escola Nossa Senhora da Alegria – Apucarana- Paraná
Fone- Blog  da tia Paula
https://www.sitededicas.com.br/historias.htm